Pensamento de um português suave:Penso logo desisto...

domingo, 11 de julho de 2010

JOGO DE VIDAS...


As minhas cartas são fracas!

Naipes de sonhos perdidos!

Tenho o baralho com marcas

De sentimentos divididos!...


Uns baralham, eu reparto

Entre os dedos movidos

Passa o jogo, viciado...

Os ases andam escondidos!...


Mesmo com côres esbatidas

Neste jogo que é de vidas

Eu jogo a última cartada

Libertando-me das tenazes

Que me deixam baralhada

P´ra bater um poker de Ases...


13 comentários:

Luís Coelho disse...

Bom dia
Penso que não somos naipes fracos, nem fortes.
Cada um é uma carta com valor próprio e que esse valor só se adquire quando estamos todos no baralho.
Simbologia poética bem desenhada com rima e musicalidade.

Maria disse...

Minha querida
definiste bem a tua vida.
Beijo
Maria

Osvaldo disse...

Soledade;
Compreendemos bem essa mensagem poética (até nestes momentos a poesia é doce) e sabemos quanto ela tem a ver contigo.
Sabemos e contigo aprendemos, que na vida, como no jogo, é sempre chegado o momento de bater "um poker de Ases", mesmo que para isso eles tenham que sair da manga.
És tu que jogas, és tu que embaralhas, cortas e dás, és tu que sabes o momento certo de as bateres na mesa, porque neste momento tu não fazes "bluff", porque é a cartada da tua vida...
Soledade, nós sempre estaremos contigo, porque sabemos a grande mulher que tu és.

Um grande, muito grande beijinho de pura amizade da Ana e Osvaldo.

Andre Moa disse...

A tua cartada é forte
tens muitos trunfos na mão
capaz de mudar a sorte
ao mais duro coração.

Tu só trunfos;eu só duques
apesar de bom rapaz;
necessito que me eduques
para que me torne um ás.
Beijinhos
André Moa

*Lisa_B* disse...

Querida Soledade,
nem sempre Ases nem sempre outras cartas...há um momento pra tudo...
Tem fé continua a acreditar porque um dia pode surgir a mudança, o milagre.
Passa quando puderes no meu blog para veres o Bruno o ÁS hoje é ele.
Beijinhos

Maria Soledade disse...

Kida Maria, Ana e Osvaldo:Obrigada pelas vossas doces palavras, e por tão terem interpretado o meu jogo...

Ah Osvaldo, acredita que se pudesse, ou de um simples bluff dependesse o meu jogo, acredita que o faria...

Muitos beijinhos para voçês e a minha grande amizade...

Maria Soledade disse...

André Môa

Sinto-me lisonjeada!
Mas que bela jogada
Foi a tua visita!

Não precisas ser educado
Tu és um ÁS, acredita!
E com um ÁS será trunfado
O jogo da tua vida...

Obrigado André

**Sabes bem que o que mais desejo é que o teu parceiro fadário vire o jogo ao contrário...

Beijinhos MUUUUIITOOOOOOOOOSSSSSSSS

MUAH*** MUAH*** MUAH****

JE VOIS LA VIE EN VERT disse...

Querida amiga,

De jogo de cartas, pouco percebo e o pouco que sei é em francês. Os nomes das cartas portuguesas são totalmente diferentes dos nomes em francês e ainda não consegui memorizar os nomes em português porque, por tão estranho que parece, nunca joguei em português.
Jogo por prazer mesmo e não no intuito de ganhar e não jogo pelo seguro, jogo espontâneamente porque gosto de ganhar mas não me importo nada de perder.

No jogo da vida, faço igual, jogo espontâneamente com o que encontro na minha frente, também não arrisco muito. Tenho tido sorte com as cartas que recebi.

E tu, como o diz o Osvaldo, consegues fazer "bluff" e quem não te conhece pode ficar enganado mas nós, os teus amigos, sabemos como lutas para poder ganhar. És uma lutadora, sim !
Quem me dera puder dar-te todas as cartas do que precisas !

Minha querida, o teu poema é lindo e muito original, como toda a tua poesia, aliás.

Muitos beijinhos
Verdinha

Ana Martins disse...

Boa noite Soledade,
o jogo de vidas por vezes é demasiado duro, definiste muito bem a tua vida sim amiga.

Beijinhos,
Ana Martins
Ave Sem Asas

Laura disse...

Jogo de cartas viciadas
sempre os tive na vida
trocaram-me as voltas
embaralharam-me os sentidos
e tive a vida dividida.

Lutei sempre para jogar
honestamente
nunca puxei de trunfos
da manga
e saí sempre a perder.

Por mais que a vida baralhe
o nosso jogo de cartas
nada nos poderá tirar
o que a vida ainda tem
para nos dar!

Minha querida sol

pus musica de fado e saiu este
fadinho assim
escrito com alegria
para ti e para mim...

Aquele apertadinho abraço da nina que gosta muito muito mas muito de ti..laura

JE VOIS LA VIE EN VERT disse...

Minha Urtiguinha,
Passei só para te deixar um beijinho antes de "desaparecer" por um tempinho.
Muitos beijinhos
Verdinha

Laura disse...

Ai Sol atão como é de pc na fossa? Vamos esperar que se arranje e vou mandando sms quando der..aquele abraço apertadinho da laura

Laura disse...

Já tens a anestesia para amanhã no resteas...vá lá, mereces...beijinho da laura