Pensamento de um português suave:Penso logo desisto...

sábado, 22 de agosto de 2009

RECADO DE AMOR!...




Hoje, não posso ver-te


Não alcanço a tua cor!


Apenas posso escrever-te


Deixar-te um recado de amor...




O meu papel é timbrado


Com estrelas cintilando!




Trouxe-me uma pomba voando


Um envelope lacrado


Com trança de tom dourado!




Vi...


Desenhada no Céu


Na maior constelação


Um sorriso igual ao teu


Em jeito de coração...




Vi...


Um violino dormindo!




Nas asas de um anjo fluíndo


Uma pauta musical


Com laivos de azul e ouro!




Vi...


Partículas de um tesouro


Guardadas num cofre imortal!...




Vi...


O teu cabelo anelado


De tom escuro-vidrado


As tuas mãos tão morenas


E os teus olhos verde-mar!...




Vi...


O perfume de açucenas


A embalar-te ao deitar!...




Vi...


Mãos de fada a tecer


O teu manto rendilhado!




Vi...


O teu rosto adormecer


Mas teu coração acordado!




Pelas mãos de uma criança


Eu lançei a pomba-Esperança


E o meu papel timbrado!




Pai...


Beija o bico da pomba


Que te leva um beijo meu


E também o meu recado...


48 comentários:

Je Vois la Vie en Vert disse...

Que belo recado de amor mandaste ao teu Pai. Ele deve estar felicíssimo por o ter recebido ! E seja bem atenta para receber a resposta dele !

Beijinhos muito queridos da

Verdinha

Laura disse...

Apre, se estava a rir que nem doida pelo que comentaste, agora estou a chorar pelo que aqui escreveste!....

É para o teu PAI!...

Pai
Estejas onde estiveres
Lê o poema da tua filha amada
Da tua filha sofrida
Que tem mágoas na vida
Da saudade de ti
Da tua tão pouca presença
No seu meio de menina
Onde te queria ter por perto
Para que a ouvisses
A aconselhasses
A fizesses rir
Como qualquer menina
Que o saiba ser
Mas um pai!
Um pai faz sempre tanta falta
Ao nosso lado
Para nos ajudar a crescer !...

Um beijinho ao teu querido Pai, e quem dera que; tanto o teu como o meu, estejam a assistir ao belo da nossa amizade linda!...
UM abraço daqueles que não acabam nunca!...

Maria Soledade disse...

Verdinha, claro que estou! SEMPRE!!E sei que ele também me manda muitos recados sempre dentro do seu silêncio mas, que eu ouço e com muita clareza...

Beijinhos Verdinhos pati

Maria Soledade disse...

Claro que estão Laurinha! Às tantas a cavaquear quem sabe de nózinhas...Ambos sabem que mesmo MUITO LONGE o nosso amor por eles está sempre BEM PRESENTE.

Saudades? MUUUUUIIITAS!...

Brigada brásilerinha pelo poema.

Beijinhos MUAH**MUAH**

Osvaldo disse...

Soledade;

Os teus poemas soam a notas musicais e este "recado de amor" sai dos acordes de um violino.

É lindo, é doce, é poético um Stradivarius!...

bjs, Soledade
da Ana e Osvaldo

Pena disse...

Oh, Maravilhosa Amiga:
Angelicais e doces, VOCÊ e o poema. Lindo. Adorei.
Perfeito, amiguinha terna.
Silenciado por tanta pureza, beleza e encanto...
É sensível. Profunda. Muito linda, sabia?
Beijinhos. Às "carradas"...
Faço uma vénia ao seu bom gosto que diz tudo o que eu pudesse dizer...
Fascinado...

pena

OBRIGADO pela sua ternura e carinho. Sempre! Creia que é recíproco.
Bem-Haja, fabulosa amiga!
MUITO OBRIGADO pela sua amizade. É uma honra.

Laura disse...

Minha querida, acredito que eles podem vir cá de vez em quando, e , sabem o que passamos e sofremos, acredito sim...sinto que é verdade e nem tenho duvidas...
Mas tu escreveste tão lindo e com um violino a tocar como diz o osvaldinho, alguém de bela voz a cantar, nem quero imaginar quem terá a honra de apanhar tão bela canção...mas que beleza, mas que amor..abraço da mana amiga, qual brásileirinha...ahhhhhh..

Estrela d'Alva disse...

Olá Soledade,

É sempre lindo elogiar um Pai!!
=)

Fica para ti, uma grande, grande beijinho,
Estrela d'Alva

Maria Soledade disse...

Amigo Osvaldo,eu vivi onze curtos anos lado a lado com os acordes de um violino!
O violino existiu!
O violino tocou!
Quando o artista partíu
O violino chorou!...
Obrigada meu amigo

Beijinhos a ti e à tua Ana

Maria Soledade disse...

Amigo Pena, muito obrigada pelas suas palavras sempre tão doces, tão delicadas!...

Obrigada pela sua enorme gentiliza...sempre!


Beijinhos Grandes

Maria Soledade disse...

Eu também acredito sim Laurinha,e sinto que andamos sempre de braço-dado. Só assim se pode serenar a saudade!...

Só assim conseguimos que o tempo, esse tempo que foi ontem, nos ajude a secar uma lágrima mais teimosa!...

Sempre Amigas...Muito!

Beijinhos

Maria Soledade disse...

Oh minha querida Estrelinha, se tu soubesses como fico feliz quando passas pelo meu jardim vinhas cá sempre...todos os dias! Ele é de urtigas mas, são urtigas muito meigas que não magoam ninguém a não ser, que atiçem a dona ,aí...vai uma camada de urticária na certa...ahahahahah...

Beijinhos minha pequenina...MUUUUITOS MUAH***MUAH***MUAH**

Ana Martins disse...

Querida amiga Soledade,
este recado de amor deixa transparecer esse sentimento tão lindo que passados tantos anos ainda a impulsiona a falar com o seu PAI.

Simplesmente Lindo!

Beijinhos,
Ana Martins

Vieira Calado disse...

O pai (e a mãe)

merecem tudo!

Bjs

* Hoje está lá outro...

laura disse...

Atã, eu por vezes chamava TOPOL ao meu pai, porque fomos ver o filme juntos e o topol era um pai amigo como o nosso a desdizer a mulher e a argumentar com ela para dar consentimento e razão ás filhas...

Que bom que ouviste o pai a tocar violino, mas que bom..Beijinhos da mana laura.

Angel of Light disse...

Querida, vim deixar-te também um recado: fartei-me de rir às gargalhadas com a novela, sim novela bem brásilêrá, que deixaste no blog da Laurinha. Até me doía a barriga de tanto rir. Gostei e amei, nê!

Gostei também do teu recado dirigido àquele que te colocou também no mundo para o cumprimento de mais uma missão. Quando tiveres mais recados lá para cima, chama aqui o Anjo da Luz, que apareço rápido, num brilho de uma estrela... plim, plim... Sou tão rápida como a pomba! (hihihihi...)

Beijinhos de Amor e Luz salpicados de Harmonia.

Maria Soledade disse...

Querida Ana, os anos passam mas o sentimento, esse, é cada vez maior!!

Mora em mim a permanente saudade apesar desse tempo que afinal nada cura, apenas trata a ferida, mas a cicatriz permanece sempre e bem presente!!

Beijinhos Gandes

Maria Soledade disse...

Amigo Vieira claro que merecem...TUDO!!Não fosse eu mãe né?ahahahah...

Muito obrigada/Beijinhos

Maria Soledade disse...

Ouvi sim Laurinha. O meu Pai tocava divinamente violino e todas as noites tinhamos um momento todo dedicado a nós(filhos e mulher). Cada um de nós tinha a sua música composta por ele.Ainda hoje ADORO o som do violino que tem um dom que o distingue de qualquer outro instrumento!...Chora, quando está triste, e consegue transmitir uma alegria imensa fazendo dançar e rodopiar o arco quando este tange as cordas do violino!! Foi MUITO BOM!...

Brigada minha amiga/Beijinhos grandes

Maria Soledade disse...

Angel,aínda bem que te fiz rir! A mim deu-me um enorme gozo fazer aquela brincadeira para a nossa Laurinha. O que eu me diverti!À medida que escrevia,ía saíndo... tal como hoje, que a rapariga pôs defeitos à altura do moço e lá tive que compor o João que não é o Ratão!...OH balha-me, cada vez 'tou mais tola(saudável), mas também, tantas amigas, e ninguém me manda um postal a'visar...da minha loucura precoce, ahahahah...

Eu amei dar vida aquela loucura toda!!!

Quando eu tiver mais um recadinho prometo escolher-te como estrelinha mensageira...

Beijinhos MUUUITO GRANDES

Daniel Costa disse...

gredardMaria Soledade

Vi... Vi um poema lindíssimo, que brotou de um coração e duma maneira de pensar muito bonita. È exactamente o que penso.
Adorei!...

Sobre a Guerra do Ultramar, nunca pensei o pior, confesso que vivi, observando. Vinte e sete meses de férias em Angola, 13 deles na zona operacional
Ao contrário, serão raros os diários dessa Guerra. Apenas soube de mais um.
Seria impossível, sem o ter escrito no local e ao dia, mesmo, fixar datas. Mesmo tendo fixando acontecimentos, só pelo diário os situaria nas datas.
A ideia era publicar, acabei por fazê-lo em 2007, por capítulos no Jornal da Amdora. estou a dar-lhe um arranjo para propôr edição em livro.
Postei ontem nono capítulo.
Beijos,
Daniel

Laura disse...

Laurinha entrando a mil a rir perdida da fábula inventada por esta tola saudável que dá pelo nome de soledade...
Como vês, puseste meio mundo a rir com isso, e ninguém como tu para inventar cada personagem e seus feitos e defeitos...

Soledade, já ouvi violino, mas, claro, não posso dizer que sei ouvir como tu...ainda soa diferente, mas, lá chegarei, então decerto por vezes ouve-lo tocar para ti, para que não sofras tanto..Beijinhos agradecidos da nina laura..

Estrela d'Alva disse...

Ai Soledade, Soledade...

A tua imaginação não tem limites!
Coitada é da Laura, com um brásuca enorme!!
Num pode não...

Admito que no teu primeiro comentário até nem achei lá muita graça... mas neste, ah até já me doi a barriga de tanto rir!

E depois a Laurinha não ia querer um brásuca gigantão, a cheirar aos restos (de certas coisas hihihih) das traseiras da cabana!!
Pfuu... que cheirooooo

Bem, beijinhoooos,
Estrela d'Alva

Conversa Inútil de Roderick disse...

Vê lá é se a pomba está com gripe A.
ahahahaha

Je Vois la Vie en Vert disse...

Olá Soledadezinha, (posso dizer isto visto medir 1m73...)

Sempre adorei ouvir tocar violino que gostava de ter aprendido a tocar mas por ter cortado uma parte dum dedo na minha pequena infância, nunca foi possível e parece que o meu avô paterno, que não conheci porque faleceu quando a minha mãe tinha 5 anos, também tocava maravilhosamente este lindo instrumento. E o nosso amigo Osvaldo, provavelmente ajudado pela querida Ana, com a sua sensibilidade até te falou dum Stradivárius !

Sabes que com urtigas, faz-se uma boa sopa ?

Beijinhos cheios de areia por causa daqueles tratamento de me "enterrar" na areia....

Verdinha

maria paula disse...

Eu vi...
Um sorriso meigo e uns braços bem abertos correndo em minha direcção
Eu vi...
Umas mãos tocando violino.Fiquei saboreando a música e deixei-me embalar.
Eu vi...
Alguém perguntar porque não morre a saudade.
Eu vi...
Uma sombra linda.Olhei.Senti tocar-me no meu ombro.
Eu vi...
Aquelas mãos elegantes,morenas,esguias a proteger-me.
Eu ouvi...
Estou aqui sempre a teu lado.
Então acordei...
Respondi:também
eu,Papá,estou aqui sempre à sua espera.
Volte sempre quando eu adormecer.
Eu ouvi...
Voltarei.
Agora limpa a lágrima e até amanhã
Eu ouvi...
Bjs

Je Vois la Vie en Vert disse...

Olá de novo Soledadezinha,

Não podia deixar de voltar cá para te contar como ri da tua história do brazuca na laurinha! A tua imaginação é espantosa e mais uma vez, puseste-me a rir sozinha como uma maluquinha!

Só queria te dizer que se me enterro na areia de Porto Santo, não é para crescer mais, já me chega a minha altura, e não há là adubo nenhum nem do natural mal cheiroso. Dizem que esta areia de Porto Santo faz bem aos ossinhos e o meu marido trata da covinha e de me cobrir de areia e quando saio de là sou um croquete pouco apetitoso...

Beijocas

Verdinha

Maria Soledade disse...

Obrigada amigo Daniel. Logo vi que só podia mesmo ter feito o relatório diário ou quase, na altura certa de outra forma sería quase impossível tamanha precisão.

Logo passo para ler o novo trabalho.

Beijinhos Grandes com muito carinho

Maria Soledade disse...

Verdinha espera aí por mim!!já'tou mesmo a chegar pois preciso muito de me enterrar nessa areia milagrosa! Já que ela endireita os ossinhos todos??!!Trec...trec...trec...ouves??Isto é o som que a minha ossada(salvo seja!), faz ao andar, isto quando me deixa andar,claro!

AHAHAHAH...'Tou a imaginar-te fantasiada de croquete!!Olha se alguém te come?Sim, croquete gigante deve ter um sabor muito diferente do croquetinho...inho...inho!...Bem,quando regressares tou p'ra ver o teu speed!...

O rir faz bem à alma, desopila o fígado e faz baixar o colestrol...ahahahah...o que eu me ri também a escrever!!ai, ai, que tola! não tou nada melhorzinha...'Tás a ver como eu preciso dessa areia? Traz um conchinha dela,quiçá não fará bem também à tola...Assim, sería dois em um...

Beijinhos Linda/ BOAS FÉRIAS

Maria Soledade disse...

Ai, ai Laurinha...Hajo que hoje vai tomatada...AHAHAHAH...é que já espreitei mas só logo é que posso comentar ahahahahah...

Vai-te rindo, vai...

Beijinhos jardineira de tomatinhos...

Maria Soledade disse...

ROD, que gripe A qual carapuça!!Será que não reparaste na brancura da pomba??!!! Por acaso viste-a AMARELA, viste? Ou com sinais de febre alta ou dores musculares?!!

Tás como eu!!!Cada vez pior!...

Beijinhos p'rós três

Maria Soledade disse...

Minha querida Estrelinha, então tu riste-te? Aínda bem meu amor! Assim é que eu gosto de te sentir...Alegrinha, não que seja à custa dos disparates cá da je...

Muuuuitos Beijinhos Docinhos!...

Maria Soledade disse...

Paula, palavras para quê?!!Lindo, Lindo!!

Agora, se me dás licença...


Beijinhos...Muitos

Laura disse...

NOSSA, O QUE PRÁ QUI VAI A CONTA DO BRÁSILEIRO...
até a estrelinha acordou da pasmaceira e se riu...beijinhos.

Vieira Calado disse...

Pois...

em relação ao seu comentário...

A amiga tem muita imaginação!

beijocas

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Sabe o que acho mais lindo nos seus comentários? É o "muah, muah"...ahaha. Juro! Ah Soledade, sinto tanta verdade em ti, menina. Você é uma mulher lindamente espirituosa... posso dizer que adoro você?rs

Beijo grande, menina linda.

Rebeca

-

Laura disse...

Bom, os teus mua mua estão a agradar a gregos e a troianos, o nuno quando escreve manda-me uma sacada deles em muamuamuamuaaaaaaaaaaaaaaa...
tem um dia bom e beijinhos dos tais muaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaas..laura

Maria disse...

Soledade amiga:

Tenho andado um pouco fugida. O meu irmão está doente e passo metade do dia na rua.
Cheguei aqui e... chorei. As lágrimas que ando há dias a pedir e não vinham nunca, vieram agora, como a chuva depois da trovoada.
O teu poema é lindo. Se puderes diz à pombinha para levar um beijo ao meu pai também. Amei-o (amo-o) como tu o teu. Por isso o teu poema me tocou tão fundo.
Jardim de urtigas? Não. Jardim de rosas, de açucenas, de violetas.
Beijinho e obrigada por me teres feito chorar.

Laura disse...

Eu entrei a chorar e que remédio, naõ, não era para arremedar a maria, não senhora, era porque pisei mesmo um catano dum canteiro durtigas daquelas grandes que nos deixam bolhas, arre, ó parigaça, és má cumás cobras, atão vais receber a gente com urtigas? bem diz a Maria, rosas menina, rosas como as da Rainha, bora pr alá, mas corta os espinhos primeiro, e, de preferência, amarelinhas, gosto muito...

Beijinhos, abraços e já somos 3 a mandar jinhos aos nossos paizinhos queridos..laura.

Conversa Inútil de Roderick disse...

Estou como a verdinha. Sempre quis aprender a tocar violimo. Quando pensei que ia bater a bota, com o que tive, ainda fui em busca de alguma escola de música que ensinasse, mas por incrivel que pareça, não encontrei nenhuma!
Em compensação coloquei-me em aulas de piano. Em criança soube tocar, mas já não me recordo da leitura das pautas e a professora, uma russa, passava-se quando me punha a tocar de ouvido.
Não tive paciencia para ela muito tempo.

Je Vois la Vie en Vert disse...

Querida Soledade,

Por favor, não faz tratamentos para melhorar a "tua maluquice" porque gostamos de ti assim !

permitas-me perguntar ao Roderick se ele não canta porque quem aprendeu a tocar música, em geral tem orelha musical e sabe cantar e.....precisamos de vozes masculinas no nosso coro...

Beijocas

Verdinha

Laura disse...

Ai que querem levar o Rod pró Coro de Lisboa, ai, ai e ai..Rod, oubiste ó meu?
ahhh, beijinhos da laura a todos, todinhos.

Laura disse...

Tá tudo em águas de bacalhau, tudo tme férias, tudo anda com preguiça e..entende-se, ams eu nem por siso saio daqui...um dia encosto a porta so para descansar ...Beijinhos.

Maria Soledade disse...

Rebeca e Jota Cê, BUÁÁÁÁ...Só isso?! Os meus muah´s?!Bem, pensando bem nada mau!


Beijinhos muitos

Um muah ENORME

MUUUUUUUUUUAAAAAAAAAAAAAAAHHH**********

Pena disse...

Oh, Amiguinha:
VOCÊ enternece. Maravilha. Encanta.
Delicioso poema.
Parabéns pela intencionalidade sentida e comovente de fascinar do seu soberbo poema.
Fabuloso.
Beijinhos mil

pena

OBRIGADO pela amabilidade e simpatia da sua perfeita amizade doce.
MUITO OBRIGADO, Bem-Haja, amiguinha linda!

Maria Soledade disse...

Oh xopita, "oube" lá?! As minhas urtigas num picam qual é? São muito mansinhas...comá dona!

Ah, e já agora, a minha flor preferida é o malmequer não vou muito com rosas é tramada tem muito espinhos ahahahah...

Beijinhos Gandes

Maria Soledade disse...

Oh moço, tu achas que alguém te quer?É com a mim! Já tive a bater a bota mais que uma vez mas S.Pedro disse-me:Bóra daqui miúda, num quero urtigas no meu jardim e eu, rasteirinha...pirei-me!!

Beijinhos pa todos

Maria Soledade disse...

Pergunta Verdinha que eu daqui faço o mesmo:

EEEEIIII Ó MOÇO ROD, TU CANTAS? Ai cantas?! Então bóra pó coro da Verdinha que 'tá a precisar d'hómis...no coro,claro!!

Beijinhos Verdinhos muitos