Pensamento de um português suave:Penso logo desisto...

terça-feira, 4 de agosto de 2009

RASGUEI AS ONDASDO MAR!...


Rasguei as ondas do mar!...


Sobre as asas do vento

Vagueou meu pensamento...


Via a cor da esperança

Na face do horizonte!


Na arte de planar

Ficou baço o meu olhar!

Perante a minha ousadia

Apenas aquilo que via

Era uma nuvem de incenso

E a cor a desbotar!...


Essa esperança tem um nome!

Sua graça é Igualdade!

Nesse mar que é imenso

Navega tormenta a verdade!...


Rasguei as ondas do mar!...


Surdo à voz de lamentos

Dá lugar a pensamentos

Azul-verde cor de mar...


O meu manto rendilhado

De mil fúrias e delírios

Regressa comigo rasgado

Sobre um voo alucinado...


Com um sal por refinar

Rasguei as ondas do mar!...




33 comentários:

Maria Soledade disse...

Este é mais um dos perdidos mas,achado!...Voltei a postá-lo porque luto, tento, mas não consigo entender o porquê de tanta DESIGUALDADE!!!

Me desculpem todos que já tinham comentado este trabalho mas, a pouco e pouco, estou a tentar recuperar aquilo que vou conseguindo...Muitos, tal como "rasguei as ondas do mar", rasguei também pedaços de papel onde rabiscava um poema! Daí alguns nunca mais aparecerem...Enfim...

O Óscar da ESTUPIDEZ...The winner is...Maria Soledade!!!!!!!

Laura disse...

The Winners from to maria Soledade !
ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh...

A menina é a melhor actriz, escritora que encontrei na net, com o seu tom jocoso, consegue por o pessoal todo a rir, a menina já pensou em ser uma nina de animar os palcos? Já que nos ilumina os da vida com seu riso e seu sorriso!...


Bem, rasgar as ondas? a menina sabe nadar? o pescoço aguenta-se lá por cima delas?

Rasguei as ondas do mar
Onde encontrei o meu amor
E o mar como se me estivera
A chamar
Acalmou a minha dor...

Rasguei as ondas do mar
Ao abraçar sem temor
As águas profundas
Onde havia um amor
Sem amor !...

Ai nina, isto dava pano para mangas ao contar os meus amores e o mar em Luanda, mas, semrpe certinha sempre nininha sempre burrinha, deitei os sonhos ao mar, e vim embora...Beijinhos.

Laura disse...

A menina pesque pela pesquisa oss seus poemas e volte a coloca rum a um...guarde nina, tem pen pen pen sabe o que é? ahhhhhhhhhhhhhhh..eu perdi alguns, poucos, porque sempre que faço um poema, além de guardar, imprimo e tenho ja duas pastas cheias, em papel...laura

Laura disse...

Vim ver se já havia nadadores para nos salvarem das ondas, mas, num há cabalheiros é o quiée...

Estrela d'Alva disse...

Olá Maria Soledade,

Hoje não estou para escrever muito...

Apenas vim fazer o que sempre fiz,
Mandar mil beijinhos para ti! =)
Estrela d'Alva

Maria Soledade disse...

Animar os palcos??Quais??Os da vida, ou os da ficção?!O da vida é uma porra porque as lampadas fundiram!!!Os do palco esses sim ,sei que era capaz porque adorava ser atriz e aínda fui em jovem no teatro amador!Mas agora nina, só se fosse a fazer papeís de "belha" esclerosada ou coxa...por aí...Já viste, a meio de uma cena dava-me a breca e depois?!!ahahahah...

Se sei nadar?! ó larilas!,que nem uma sereia!!...Quanto ao pescoço eu quero-o é dentro d'água não vá andar algum sereio no meu mar e depois topava o esganiço do meu pescoço assim, com ele mergulhado...

É nina, nos dias que correm já num há cabalheiros nem nadadeiros!!Mas, também como queres que haja "cabalheiros" se já quase num há "cabalos"?!!!Ah, como eu gostava de ter vivido no século passado,quer dizer, eu vivi, eu digo no início pa andar a cavalo,ou melhor, pa andar de coche puxada por uns quantos sumptuosos cavalos!!...Assim tipo...Lady!... Mas como virtualmente tudo se pode ter,querer e ser, já agora posso como começar pelo mais simples...ora faxavor,a partir d'agora trata-me por Lady Sol e a nina passa a ser Lady Laura ahahahah...

Bem, a Lady vai fazer a janta(deu folga à cozinheira), e volta logo...atão, até...

Laura disse...

Soledade? tás a ouvir-me? e que tal trancar a porta, as janelas, tudo o que deê para ela comentar? ela, aquela estrelinha que só nos deixa beijinhos...??? Ó menina, a menina com a sua idade, já deve ter a cabeça cheia de prosas d'amor, de sonhos, de quereres e assim; bote faladura que quando a nina quer, saem coiss lindas...vamos a ver se só haverá beijinhos, ehhh que ralhete d alaura e na casa da soledade, mas, é por uma boa causa, esforce a cabecinha, vá lá...beijinhos estrelinha dalva, muitos.

Laura disse...

Eu já sou a Lady laura do Nuno, ele toca guitarra acústica e canta pra euzinha, ó menos, do mal a menos, sempre tenho um cantador embeiçado ehhhhh, ele canta esta canção já há muito e quando eu não ouvia, ainda, punha a mão na guitarra e lia nos lábios dele, que também são meus, ora bolas...ehhh tadinho dele, já vem amanhã, vais er tanto beijinho que nem te digo...ós pois vimos os dois na treta maluca que sempre temos...

Laura disse...

Ahhh tu ainda falas em cavalos? depois dos burros que arranjamos ainda queres mais? ai, aquelas pilecas que já nem têm dentes, nem pelo estão mais que ruças, ahhh, por favor, pilecas é o nome dos burros, não comecem a desviar-me do bom caminho... menina, o poema abaixo, dá com os teus gostos de então, Há carruagem e tudo, está no meu livro, assim, já foi escrito ha mais de dois anos...mal sabia eu que havia uma Soledade que gsotava de carruagens e dos luxos tão giros ehhh..

Estrela d'Alva disse...

Laurinha,

"Ó menina, a menina com a sua idade, já deve ter a cabeça cheia de prosas d'amor, de sonhos, de quereres e assim; bote faladura que quando a nina quer, saem coiss lindas...vamos a ver se só haverá beijinhos, ehhh que ralhete d alaura e na casa da soledade, mas, é por uma boa causa, esforce a cabecinha, vá lá..."

Sabes, acho que não é questão de me esforçar ou não! Acho que é mais uma questão de ter imaginação (que é coisa que tenho tido pouca ultimamente) no momento em que comento!! ;)

Beijinhos, muuuuitos
Estrela d'Alva

Laura disse...

Suavemente …



Suave, suavemente enlaçaste a tua mão na minha,
Suave, suavemente juntas o teu peito ao meu
Suave, suavemente sinto o abraço terno que me dás,
O bater do teu coração junto ao meu,
Enquanto a valsa das nossas vidas vai tocando.

Suave, suavemente sinto a tua mão na minha
Enquanto rodopiamos ao sabor,
Da valsa das nossas vidas.

Suave, suavemente a musica acabou.
Pões minha capa sobre meus ombros
Vestes o teu paletó.

Chamas a carruagem
E damos início à viagem
Que será a canção das nossas vidas!..


Bistes soledade, biste, como eu ja sabia, biste? imagina acena..ahhhh beijinhos, vê lá se ao subires tropeças e cais de pernas para oa r, xi, menina, que riso..Inde bamos as duas recebe rum Óscar, nã te preocupes, euzinha sei ond ehá muitos Óscares... hum...sem serem pilecas, desdentados e sei lá que mais. beijinhos.

Laura disse...

E anina aind aveio refilar muito caladinha, ehhh, ó minha queridinha, eu estava no gozo, e além de ser mais velhota...sabes bem que eu e a Sol, a Lady sol, somos cá umas malucas...mas tu já tiveste tempo de ver isso...bem,se nos acompanhas é porque não desgostas da gente, ehhhhhh, Beijinhos.

Ana Martins disse...

Querida amiga,
esta é mais uma das tuas preciosidades que já tinha lido.

Adorei reler!!!

Também me é muito difícil aceitar a desigualdade, mas temo que esta seja uma batalha perdida logo à partida. As pessoas vivem muito distantes daquilo a que se chama amor, amizade e respeito. Cada vez mais cada um se preocupa consigo mesmo, não se importando se o vizinho do lado precisa de apoio ou simplesmente de uma palavra amiga.

Enfim...

Beijinhos,
Ana Martins

Je Vois la Vie en Vert disse...

NÂO, minha querida, não aceito as tuas desculpas mas aceito com muito gosto ler as tuas belas palavras que não tive oportunidade de ler visto ser a tua amiga há pouco tempo. Mas reparei que "Essa esperança tem um nome!" . Costuma-se dizer que a cor da esperança é verde....

Gosto do teu lado nostalgico-poético como gosto do teu lado cómico !

Beijinhos verdinhos de esperança....

Verdinha

Maria Soledade disse...

OH Xopita!!!!Então tu achas que eu fechava a porta ou alguma janelinha à nossa Estrelinha?NUNQUINHA!!Não, que eu QUERO os MUAH'S** MUAH'S**todinhos dela...Olha, olha, aínda agorinha mesmo entrou um pela janela do meu quarto(está sempre aberta!!),nem que chova, e tu sabes bem porquê né?Eu não digo senão começas logo a ralhar e então hoje!!FOGE...que tu 'tás virada p'os raspanetes!! Vamos deixar a nossa Estrelinha inspirar-se por agora chegam os beijinhos dela...

Pati, muuuuitos...minha bebé Estrelinha

Osvaldo disse...

Olá Soledade;

Há séculos que eu tento isso, rasgar as ondas do mar, descer nas suas entranhas, e abraçar as suas estrelas, acariciar as sereias, percorrer fundos ao galope de cavalos marinhos e voltar à praia empurrado por doces golfinhos...

Mas, para meu desencanto, quando toco a fina areia da praia,... acordo!.

Bonito poema, Soledade.

bjs,
Osvaldo

Maria Soledade disse...

OH LAURA!!!!Então isto já vai assim??Nós temos burros??E pilecas??E ruços??FOGO, que ando mesmo distraída!!!

Não, burros não!!Temos homens pouco atentos mas por acaso até muito inteligentes!!E já viste a coincidência!Além do célebre 29(dia)ambos andaram embrulhados nas engenharias...É esse o mal!Muito engenhoquice avariou-lhes o sistema, na caixa dos miolos...taditos!!

Teja/Não desligues que eu já volto...

Estrela d'Alva disse...

Maria Soledade,

Olha lá...
Costumas falar por MSN??
Se quiseres falar comigo, manda um mail para elisa.encarnacao@hotmail.com
=)

Beijinhooos,
Estrela d'Alva

Maria Soledade disse...

Ai xopita, tu já viste o que sería nós de peitos juntinhos com o coração a bater ao mesmo tempo e a rodopiar ao sabor da valsa das nossas vidas? E que vidas!!... e aínda por cima suavemente?Pelamordedeus!!Então é que destiliva veneno!!'índa pensavam que víamos as horas ao contrário, FOGE!!!...Inda bem que a música acabou! Só que podias era ter chamado um coche...é mais fino, e as duas a'cenar p'ra canção das nossas vidas...ai,ai...oh, faxavor Snr. cocheiro(faz de conta!)sei lá como se chamam os homens que dão ao chicote(p'ra já devem ser coxos!), ponha lá um rockesito aqui 'pás jes...Oh balha-me, eu faço cada filme!!...

Agora a sério:O poema está lindo e vem de encontro ao meu sonho...lá está!Coincidência,telepatia ou qualquer assim, piorzinho...pode ser...BRUXEDO???ahahahahah...

Beijinhos...Muitos

Maria Soledade disse...

Ai tu já és Lady? Euzinha aínda não era, mas quero ser, e pronto!Ninguém tem nada com isso...

Que raiva!!Tu tens um cantador só p'ra ti e a tocar guitarra acústica?Que raiva!!Eu tenho um (desen)cantador que toca,perdão, tocava guitarra portuguesa, mas...as cordas partíram, ahahahah...

Que RAIVA GOSTOSA por ti, miúda...

Beijinhos que isto hoje é só asneira mas, tu também provocas....

Maria Soledade disse...

Querida Ana: eu bem sonho, mas estou como tão bem diz o Osvaldo...para nosso desencanto...acordamos!!!


Beijinhos minha Amiga

Maria Soledade disse...

Amigo Osvaldo, tentar bem se tenta e conseguimos, mas, sómente em sonhos...é pena (tal como diz),sermos obrigados a acordar...E a realidade fica tão distante dos nossos sonhos!!....


Bejinhos

Maria Soledade disse...

Verdinha, o tempo não conta!Por vezes temos "amigos" de longa data que, com um simples estalar de dedos nos esquecem!!!!
Tu, és minha amiga há pouco tempo, no entanto, visitas-me sempre que podes.Esse é um dos significados da amizade!Obrigada...

É costume dizer-se sim, que a côr da esperança é verde só que a côr Verdinha, está tão desbotada!!...

Laura disse...

Atã nina Soledade, hoje foi caspité de rua de aeroporto de fazer ou acaba ralmoço de ir ao centro de ir ali e acola, enfim cheguei agora d avadiagem...andei que me fartei...

Aquele poema escrito ha tanto tmepo,e r ao tal do sonho meu, quem sabe, lembranças do passado...e quem sabe, vivemos na terra há séculos atrás..e coicidências? acho que não, tudo muito natural e normal..
Ahhh temos burros que nem com pala chegam lá, nem os defendas sequer...as engenhices e a inteligência deles é demais para a nossa burrice, será? uma ova é que é..Beijinhos.

Laura disse...

Ai menina, o poema é para o amor d aminha vida, creod, na encosto o peito a mulheraças, nunquinha, aghghghgh, encostar o peito, a quem merecer, ora bolas, ehhhhh....

maria paula disse...

Rasguei as ondas do mar
encontrei um marinheiro
perguntou-me a cantar
que queria p´ro mundo inteiro

Para mim, nada preciso
tenho dois diamantes
não lhes roubes o sorriso
dá-lhes tudo, não os desencantes

Para o mundo quero paz
que todos deêm as mãos
as raças tanto faz
somos todos irmãos

bjs fica bem

Laura disse...

Mais uma poetisa, ah, menina soledadinha, daqui nada fazemos ((o canto dos poetas) e vamos prá paródia cantar e fazer como nos tempos de antes, as noites da Boémia, juro-te que adoraria funcinoar num lugar assim, roupas giras, bom ambiente, poetas e actores cantores todos a improvisar a fazer arte ali, ah, e tudo muito giro, seria lindérrimo..é que há poetisas ao virar da esquina, somos aos montes e é bem bom.cada uma no seu estilo, lindo..parabéns à paula..laura..

Maria Soledade disse...

UAAAAAUU!!!!!A versejar???Então não a tal que não tinhas jeito p'ra poesia??? Apanhada em flagrante!!!A partir de hoje vai sempre assim...Comentar a versejar...até rimei, ahahahah...não é costume!!

Em três quadras conseguiste(aliás como sempre)imterpretar deliciosamente o meu poema...

Sabia, ou melhor,sei, que na prosa és ESPECTACULAR, mas desconhecia de todo a tua veia poética...Mas, lá diz o velho ditado:"quem sai aos seus"...Parabéns/Obrigada

Maria Soledade disse...

Olá xopita, só agora pude aceder a esta droga!!Amanhã vem de novo o técnico...Agora é da CLIX!!Não percebo nada disto!!Vai a baixo, vem a cima...fico sem Net!!...

XÔÔ...XÔO...XÔO...'tou a sacudir a bruxa que me anda p'ráqui a enfernizar esta porcaria!!...Amanhã tenho mesmo que ter...Preciso de fazer o trabalhito para a minha filha...FOGO, se não tiver Net até me dá um treco!!!Até agora aínda não consegui fazer uma quadra(!!) mas sei que sairá alguma coisita...vamos lá a ver!!Só posso postar a partir da meia-noite que já é dia sete..

:::::::::::::::::::::::::::::::::::

Acho óptima a tua idéia...E, nós até somos poetisas de mão cheia, ahahahah...gaba-te cêsta que amanhã quero Net...

Beijinhos/Muitos

Laura disse...

Onde está a menina que surripiou os trocos à filha para acudir a uma amiga já passava da meia noite? e onde havia net? lá me baixo? pois se o seu pc andar de avarias, bote lá moedinhas e escreva, ahhh, essa da net na rua para socorro de alguém, foi do mais bonito que já vi e assisti, lindo, lindo, pena nem todos se lembrarem disso!...
Beijinhos e mais uma poetisa na familia, lindo. laura.

Laura disse...

atã a clix já clixou ou quê? mau, clixas tudo por ai baixo e já tá...casca neles..beijinhos, vou para a surgências, tou toda em bolhas, pintas,s ei lá...ai ai e ai...deve ser o resto do riso a sair plos poros..beijinhos.

Je Vois la Vie en Vert disse...

Olá Maria SOledade,

Já publiquei o teu poema no meu blog.
É lindo !


Beijinhos

Verdinha

Fa menor disse...

Há ondas que é preciso rasgar... em que para as atravessar é preciso remar contra a maré...
Rasguêmo-las sem medo de afundar!

Beijinhos