Pensamento de um português suave:Penso logo desisto...

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

TAL QUAL SEREIA ENCANTADA!...


Empresta a voz afinada

Perdida na madrugada!

Lá vai cantando sem rede

Só entregue à solidão

Tal qual sereia encantada!...


P'ra quê cordas de viola

Ou o som de uma guitarra?

Bastam-lhe as cordas da vida

E uns acordes de ilusão...


Num imaginário sem rédeas

Vai escutando seus rumores

P'lo silêncio apadrinhada

Vive amores e desamores

Tal qual sereia encantada!...


Esfolheia o tempo sem tempo

Numa pauta musicada

A música daquele momento

Abraça-a mas já cansada!


Já todo o Céu se rasgava

Quando ela dormitava

Tal qual sereia encantada!...


P'ra quê cordas de viola

Ou o som de uma guitarra?

Lá vai cantando sem rede

Perdida na madrugada


Tal qual sereia encantada!...

22 comentários:

Maria Soledade disse...

Dedicado à minha filha que se serve da música em todos os momentos da vida.Publicado mas perdido, hoje, só pude ir até onde a memória me permitiu!!

Beijinhos a todos os que me lêem e comentam

MUAH**MUAH**

Estrela d'Alva disse...

Soledade,

Saudades que eu tenho de falar contigo... nunca te apanho...
"Apita" quando andares por aqui!

Quanto ao poema, está fantástico, lindo mesmo!!

Por agora é tudo,
Beijinhos, muitos, daqueles enormeeeees!
Estrela d'Alva

Maria Soledade disse...

Estrelinha,saudadinhas de mim?Ai que bom!!

O meu tempo é muito pouco durante o dia minha querida, e quando eu estou disponível já tu deves estar a nanar mas, prometo que logo que tenha um pouquinho de tempo te...apito!!PRIIIIIUUUU... cá estou eu Estrelinha e daí vai uma de converseta ok?

Beijinhos pati minha LINDA MUITOS

Muah**Muah** Muaaaaaaaaahh**********

Laura disse...

Bem, a menina devia juntar tudo e botar um livro lindo coms ereia na capa, e, todo mundo poderia ler as poesias lindas da Soledade... a menina tem queda, já lhe disse e continuo a dizer...
Ontem fui com a getta ao BJ e lembramos de vós, bebemos uma meia de leite com natinhas, hum, que bom, e viemos para casa já tardissimo...
Um dia destes, fazes a mesma coisa, e, vens de comboio, fica sum diazinho que nem é muito, e falamos passeamos, vai ser lindooooooooo. Beijinho grande da laura.

Daniel Costa disse...

Maria da Soledade

Adorei o poema, pode parecer linear, mas achei-o muito profundo.
Fazias falta aqui, tinha a certeza.
Além de ter postado hoje mais um capítulo da minha guerra de Angola - Amor na Guerra - gostaria passasses em daniel milagre, onde há só a minha poesia. O poema MARIA, ainda à vista, do Brasil foi-me pedida hoje autorização, para ilustrar um slide com ele.

Beijos
Daniel

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Soledade linda,

Não tem como não ficar emocionada com seu comentário. Dá pra sentir o abraço pelas palavras e o conforto nos seus "muah's".

Você já mora no meu coração.

Beijo imenso, menina linda.

Rebeca

-

Laura disse...

Nininha kida, tanto miminho pá filhota, nesse coraçãozinho...
Hoje fui prá galderice com a Glorinha e depois fomos ter com a Getta e vim para casa porque a vesicula estava a dar de si...Beijinhos.

Je Vois la Vie en Vert disse...

Que lindo poema dedicaste à tua filha ! Ela tem muita sorte em ter uma mãe tão dotada !
Como também gosto muito da música, principalemente a música sacra e o violino, apreciei toda a musicalidade das tuas palavras !

Só regressei hoje à casa às 4h da manhã... até parece que vim de uma ilha exótica longíqua... Não, não fui beber "o meu chocolate" numa chávena tipicamente portuguesa !

Beijinhos


Verdinha

Ana Martins disse...

Olá Soledade,
Muito lindo e profundo, a tua Filha ficou de certeza maravilhada!

Beijinhos,
Ana Martins

Maria Soledade disse...

Olá xopita! Tenho queda sim senhor! Tanta queda tenho que hoje caí numa realidade que já há muito devia ter visto mas não queria...ou o meu coração não deixava, talvez fosse isso mas, hoje caí e embora o tombo me tenha magoado acabou por me libertar de um sofrimento que eu entendo que não merecia...Desabafo!!!!

Gosto muito de ti xopita/ Obrigada, mas os meus "poemas" se não os voltar a perder, apenas ficam...comigo!!

Beijinhos MUUUUUUITOS

Maria Soledade disse...

Daniel aínda vou hoje ler o teu poema MARIA sim, até porque no teu blog tenho-te acompanhado mais no Amor na Guerra. Deve ser lindo fazer um slide com um poema eu isso também gostava.

Beijinhos para ti com muito carinho

Maria Soledade disse...

Querida Rebeca, tenho lido muita coisa tua que adoro mas, essa carta de Amor da tua Mãe sem dúvida que estava divinal e que LINDA é ela!!

Muitos muah's hoje para ti...

Muah**Muah**Muah**Muah**Muah**Muah*

Maria Soledade disse...

Minha querida Verdinha, já voltaste?Aínda bem, embora as férias sejam MUITO NECESSÁRIAS eu gosto de sentir os meus amigos por aqui...pertinho!É, a minha filha é doida por cantar, por música, eu acho que a miúda sabe tudo quanto é letra portuguesa ou qualquer outra de cor, e eu reconheço que ela tem uma voz MUITO BONITA saíu à Mãe, ahahahah... salvo seja, eu nem canto faço só de conta, abro a boca fecho a boca(Carlos Paião),para ninguém se aperceber da minha ANORMAL desafinação!!!

BEM-VINDA MINHA VERDINHA!

Beijinhos ENOOOORMES

Maria Soledade disse...

Querida Anita a minha filha não lê, nem liga a mínima para o que eu faço! Não admira poesia, e cada um é como é, logo, à que respeitar.

Só leu o do dia do seu aniversário passado alguns dias e lá comentou ,fora disso o meu trabalho não é coisa que a ocupe!!

Brigada Anita/Beijinhos

Maria Soledade disse...

EH Laurinha, eu mimo aínda vou dando pelo menos tanto quanto sei, recebê-lo é que é que não 'tá com nada!!C'est la vie...


Beijinhos MUUUUUUUUUUUUUUUUUITOS

Vieira Calado disse...

O mote está bem desenvolvido

e ritmo e sonoridade foram bem cuidadas.

Beijinhosss

Maria disse...

Soledade querida:
Espero que tenhas visto o recado que te mandei pela Laura.
Estou desfeita amiga. Sem forças, quase não como e não durmo há dias.
Tenho medo, Soledade. Um medo que vem de dentro, uma angústia que não me deixa fazer nada. Só consigo ver a imagem do meu irmão, cada dia mais frágil e mais cansado de dores.
O teu poema é lindo como sempre.
Beijinhos

Laura disse...

Ahhh, os filhos acham-se mais sabidos, mas coitados, quando chegarem à nossa idade e se tiverem filhos, eles já desafinam pois os filhos tomarão o lugar deles (agora ehhhh)
O Nuno tem boa voz e toca guitarra acústica, andou na escola de Musica quando era rapazote, e mal chega canta , toca que sei lá... a Neide canta no carro, canta por aí é musica todo o dia, ams nela nunca vi nada para tocar instrumentos (andou no teatro, Taekwondo, Foi campeã no ranking Nacional quando tinha 13 anos) esteve nos Escuteiros, enfim, ocupou-se também.
Os teus poemas podiam ser passados para um livro, ora s epodiam.porque irão ficar contigo? isso é egoísmo porque muitos olhos os poderão ler, e, sentir beijinhos.

Laura disse...

Ando nas visitas de doutor, e, assim, repito-me...
abri o msn não dá, o meu msn quando quer, não me deixa entrar...v~e se abres um gmail e podemos falar no chat com muita facilidade, vá lá maria soledade... ou pede à filhota que abra um..beijinhos.

Maria Soledade disse...

Obrigado amigo Vieira...


Beijinhos Poeta, brincalhão de palavras

Maria Soledade disse...

MINHA QUERIDA MARIA, deixas-me muito preocupada contigo ao ponto de não conseguir escolher as palavras certas para te dar um pouco de alento!Querida, não desanimes, o teu maninho pode estar a passar uma má fase e conseguir recuperar quando menos esperarem. O importante é transmitirem-lhe força, não mostrarem nunca desânimo mesmo que o coração queira dizer algo diferente. É muito importante para quem está doente não sentir preocupação demasiada do exterior. Não deixes de comer nem de dormir senão o teu corpo começa a dar sinal de fraqueza e mesmo sem tu quereres é fraqueza que transmites ao teu irmão, e atenta numa coisa Maria, a pessoa que está doente recolhe os mais pequenos sinais. Não falo por acaso mas infelizmente com experiência de causa.Já por lá passei, e a minha preocupação era olhar para a cara de quem ía visitar-me sempre muito atenta ao mais pequeno pormenor.
Só posso desejar-te que tentes ter muita força, muita, para poderes dividi-la com quem precisa neste momento...o teu maninho!

Muitos Beijinhos Muita coragem minha Querida

Maria Soledade disse...

Laurinha,não se trata de egoísmo trata-se sim, de ter a noção de que aquilo que faço está MUITO LONGE de ser razoável para ser "mostrado" em livro! Não é com um simples estalar de dedos que se publica o que quer que seja! Basta ficar entre amigos e comigo. Quiçá para a posteridade caso a minha filha guarde e, sei que um dia o irá fazer.

Beijinhos Grandes pati Muitos