Pensamento de um português suave:Penso logo desisto...

sexta-feira, 31 de julho de 2009

UM PEDAÇO DE MIM...




Um pedaço de mim

Vive a serenata da vida

Num canteiro de jardim

Com a esperança já perdida...






É um manto desajustado

Composto por elementos

Onde meu sonho sonhado

Tem requintes de remendos!...






O meu leito é de farrapos!

Meu travesseiro emoções!

Os meus sonhos já são trapos

Desfeitos dos trambolhões!...






É a vida...

A minha vida!

Que de sonhos já despida

Já não vive de ilusões

Pois tem na alma escondida

Um leque de recordações!...






Recordações do passado

Memórias de amor forjado

Que o tempo não apagou!...






Do tempo apenas sobrou

No canteiro do meu jardim

Os espinhos dos rosais

Que ferem como punhais

Levando um pedaço de mim!...

31 comentários:

Ana Martins disse...

Que lindo Soledade... Um triste mas tão belo poema!

Adorei!!!

Beijinhos,
Ana Martins

Laura disse...

Ai menina, e venho eu de ler de novo o meu antigo post do balançar na rede, que trouxe novamente ao cimo, para lerem e se rirem do quase casório com o cara Naeno, na brincadeira, claro...

E a nininha tem espinhos da rosa? Ora pois, não seremos as manas siamesas tou com uma dor de cabeça que nem te digo má disposição...às tantas é da gravidez do namoro antigo ehhhhhh, xi, como me dói e já bebi chá de alecrim, o Guronsan acabou-se, a ver se compro, não posso passar sem ele na gaveta...

Mana, lind apoesia, lembranças do antes voltam em força por momentos, e nsoso alma, dorida, chora em silêncio o tempo maravilhoso que jamais voltará, a não ser na recordação...
Menina, calma, muita paz emuito amor na alma..Beijinho meu, ...

Laura disse...

Um pedaço de ti
Um pedaço de mim
São raizes arrancadas
São Instantes sofridos
Da vida mal vivida
Pela seriedade
Que sempre lhe demos
Pela honestidade
Com que sempre
A vivemos !...

Espinhos sem rosas
Espinhos de onde brotam
Nossas dores
E dissabores
Nossos amores sem amor
Nossos sonhos tão sonhados
Nossos amores não vividos
Nossas mãos nunca enlaçadas
Nossos corpos não amados
Nem sequer desejados !...

Mas que importa
Se estamos serenas por dentro
E se nosso coração comporta
Momentos de paz
Momentos de amor
Vividos noutras eras
Vividos e sonhados
Quais sonhos em quimeras
Por nossos corações enlaçados
Por nossas mentes, desejados !...

Ai minha maninha de coraçãozinho igual a mim...
Espinhos tenho-os tão dentro, tão dentro de mim, que já nem me vale apinça do médico, quando na Venda Nova, caí plas escadas abaixo e aterrei em cima do maior vaso que alguma vez vi, cheio de picos, espinhos, ora pois!...E quando a vida me mostra os picos da rosa, não há momento em que esqueça aquele vaso, mil vezes preferido às dores do amor!...
Enlaço-te no meu abraço...laura

Pena disse...

Oh, Maravilhosa Amiga:
Escreveu um delicioso poema de amor, onde os espinhos da vida marcam presença no seu sentir deslumbrante, de pureza e beleza imensas.
"...Recordações do passado
Memórias de amor forjado
Que o tempo não apagou!..."

É uma fantástica poetiza doce que encanta e maravilha, sabe?
Tem um dom: FASCINA! ENTERNECE!
Excelente poema pertença sua com brio e ternura em que acredita vivamente e vivifica com magia terna.
Adorei!
Com todo o meu respeito e estima gigantes.
Beijinhos agradecidos e de deslumbre.

pena


OBRIGADO pela suas puras amizade e simpatia.
Bem-Haja, amiguinha de sonho.


Linda...!

Estrela d'Alva disse...

Olá Maria Soledade,

Já voltei de viagem! =)
Gostei muito, mesmo muito... depois logo digo algumas coisitas no meu blogue!

O teu poema está lindo! =)

Era só isto que te queria dizer,
Beijinhos, muitos!
Estrela d'Alva

Je Vois la Vie en Vert disse...

Que lindo mas triste poema !

Mas, querida Soledade, se retirares os espinhos da rosa, ela continuará a ter o seu perfume delicioso.

Experimenta....mas tenta não te picares....

Beijinhos

Verdinha

Fa menor disse...

Belíssimo!
Até os espinhos nos são benéficos!

Bjinhos

Laura disse...

Uma rosa sem espinhos
Não deixa o seu perfume
Sair
Voar por ai
A inebriar os corações ...

Uma rosa sem espinhos
Torna-nos mais fortes
E ensina-nos a dar carinhos
Aos desprotegidos da sorte !...

Beijinhos da tua xopita...

Maria Soledade disse...

É triste sim. A vida não é só a brincadeira que eu transmito!!A realidade existe, e por vezes de uma forma menos boa...

Beijinhos Aninha

Maria Soledade disse...

O Tempo MARAVILHOSO Laura??Que tempo é esse??Onde está, ou melhor, onde ficou que eu nunca o vi!!!

O meu tempo maravilhoso só durou 11 curtos anos enquanto o meu Pai viveu...Esse sim, deu-me,sabia dar amor mas, a partir daí, confesso que não sei o que isso é!!!

Beijos xopita

Maria Soledade disse...

Amigo Pena:Obrigada pelas suas palavras e por me visitar...


Tem sempre uma palavra amiga na hora certa, na hora em que o tempo deixou de ser tempo p'ra passar a ser apenas um pedaço de...Nada!!!

Beijinhos

Maria Soledade disse...

Belo poema Xopita, onde retratas na perfeição as nossas vidas...VIDAS????

Antes espinhos que saem com uma simples pinça do que espinhos cravados pela vida madastra!!!

Mas, sabes como sou,eu sei combater a tristeza...

Beijinhos...MUUUITOS

Maria Soledade disse...

OH minha Estrelinha!!Já voltaste??Que bom foi teres gostado.Vês como o meu Porto não ferra, não morde, bem pelo contrário, tem o dom de receber, de saber receber...

Logo, vou ler-te...

Fica bem minha querida e volta...Muuuitas vezes...

Beijinhos Docinhos pati..Muah...Muah...

Maria Soledade disse...

Verdinha, como é que se faz isso sem me picar??!!É que sempre que tento lá vai mais uma picadela!!...As rosas não me gramam, as marotas,nem o seu cheiro me deixam deliciar!!!....

Obrigada Kida...são momentos!!!...

Maria Soledade disse...

Querida Fa Menor,sim, os espinhos são benéficos porque principalmente nos ensinam a ser melhores...mas,eu não me importava nada volta e meia de ter na minha mão uma rosinha...


Beijinhos kida

Maria Soledade disse...

Mana siamesa:

Foi sómente um mau momento!
Resolvi espremer o passado
E apenas consegui...um suco estragado!!
Espremi também o presente e...NADA!!
O futuro só a Deus pertence
Eu, combato a tristeza com a gargalhada
E vou "vivendo"...o presente!...

Sinto-me bem.Não tenho o perfume das rosas mas tenho muito no meu coração...

Gaba-te cêsta, que amanhã, voltas a picar-te!ahahahahah...

Muah**Muah**

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Maria,

Recordar é viver, e viver é ser feliz. Mesmo com tanto espinho, a rosa dentro de ti brilha!

Beijo grande, menina linda.


Rebeca

-

Estrela d'Alva disse...

Olá Maria Soledade,

Respondendo ao teu comentário...
Chiça mulher, apenas estive três dias lá. Não dá para visitar tudo.

Perguntas-te se fui á livraria Lello, claro que fui. É linda, mas estava tão cansada que nem imaginas! Nem me apeteceu tirar uma foto... mal conseguia estar em pé e sentei-me nas escadas da universidade mesmo no cimo da rua!

Perguntas-te se fui ao Café Magestic, claro que fui!! Que café maravilhoso... comi lá uma francesinha e umas tostas e a conta chegou aos 40 e tal euros! Mas isso é um caso à parte... hihih

Por acaso não vi nenhum menino "da Ribeira"... vi atirarem-se para o rio mas não foi da ponte!

Da pronúncia, fartei-me de rir de alguns episódios que vi na rua... hehe logo te conto!

Na Casa da Música tive uma guia a explicar tudo. Quando eu fui não havia nenhum concerto... apenas ensaios, tirei uma foto mas não pus no blogue.

Também falaste num oceanário...
Esse é que não fui, nem sabia que existia... paciência!
Se disseses antes de eu ir, eu até era capaz de ir lá mas assim...
Fica para a próxima!

Bem acho que já respondi a tudo!
Deixo-te um enorme beijinho,
Estrela d'Alva

Laura disse...

Mana siamesa, ah, ponhamos a as cartas na mesa... rima com siamesa, e mesa rima com tudo...somos tão parecidas, só destoamos no gorda excessiva eu e excessivamente magra tu, de resto somos parecidas...
Deixa lá, o que penarmos hoje, amanhã recebemos em coisas boas do outro lado, já que deste não vejo presentes tão atrativos ehhhhh...

gaba-te cesto que amanhã vais à vindima, ehhhh já sabemos que os nossos picos são duralex...duram uma vida, e filhos da mãe, nem partem para nos fazer um favorzinho, ehhhhhhh...

Somos as felizardas cuja sorte nada quer connosco, mas, a gente chega lá maninha, se chega,s enem for deste lado, do outro será, mas como sempre disse, é a sonhar que me mantenho viva... Ora sonha, mana, sonha, há tanta coisa que podemos sonhar, que nos torna despertas, nos deixa sentir um cadinho de carinho, porque merecemos, ora se merecemos...e eu que o diga...beijinhos, amanhã vou para o curso do yoga do riso, fora de Braga...laura.

Maria Soledade disse...

OH MINHA ESTRELINHA!!!Faço ideia como deves estar cansada!!Só três dias???E viste tanta coisa???Só não te perdoou não teres tirado um fotozinha à Lello, eheheheh...É que é beleza a mais para ficar escondida!!!Bom, resumindo:Gostaste e aproveitaste MUITO BEM!

Para a próxima vou servir-te de cicerone ahahahah...mas só te mostro os lugares (muito alapada no carro)porque andar minha querida...já era!!!

Xi muuuito apertadinho pati

Maria Soledade disse...

Eu cá ,espero que aínda seja deste lado, ahahahah...Fogo, o outro não conheço e nunca ninguém cá veio dizer como era!!!Mas, se também não for que se lixe, o melhor tempo já passou, portanto...Agora há que continuar a viver e a pensar nos outros pelo menos faz-se alguna coisinha útil...

beijinhos gandes

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Soledade,

Velhota? Um broto, baby! E se eu disser que abri aquele sorriso com o seu comentário. Você é um amor, sabe ver além das palavras, sabe decifrar o amor sem precisar de muito.

Linda menina!

Beijo grande.

Rebeca

-

Daniel Costa disse...

Soledade

Vi-te e passei a cumprimentar-te já que me é difícil esquecer as pessoas que aprecio, ainda que virtualmente.
Gostei do poema, achei um senão, parece escrito por alguém amargurado.
Julgando saber o porquê, enfim!... Desejo que o passar do tempo, o grande mestre, ajude a atenuar.
Um beijinho de paz.
Daniel

Parisiense disse...

Então linda depois de tanta alegria, veio a tristeza, foi?
Vá vamos lá voltar a alegria com os amigos, as farras, aos fins de semana sem pensar em nada a não ser comer, beber e rir.

Lindo poema.
Beijokitas

maria paula disse...

Não há rosas sem espinhos...
Um pedaço de ti ficou nas ondas do mar à volta do barquinho quando eras uma sereia!
Um pedaço de ti ficou com a menina que jogava ao pião e ao arco e ganhava sempre.
Um pedaço de ti ficou na mangueira de água morna com que os patinhos tomavam banho e os três meninos(ainda não entravam os mais novos),também participavam na brincadeira tão divertida...e ficavam todos molhados e felizes!
Um pedaço de ti ficou numa rua toda alvoroçada pensando toda a gente que era um grande incêndio...
Um pedaço de ti ficou nas zangas com a mana mais velha por causa de nada.
Um pedaço de ti é uma grande estrela bem lá no alto que te protege e à qual eu pertenço.
Um pedaço de ti ficarásemprecomigo!
Bjs fica bem
Não quero tristezas, já basta.
Xicora

Maria Soledade disse...

Rebeca: Um broto eu??!!UAAAAAUUU!!...tiveste o dom de mandar com o meu ego lá p'ró cimo!!E cuidado que nós gajas com um elogio desses viramos...Perigoooosas...

Ahahahahah...Tu é que és linda Nina!!

Beijinhos...Muitos a ti e ao JC

Continuem...a AMAR-SE com essa força

Maria Soledade disse...

Parisiense, não ligues!!Foi uma de melancolia!!Já sabes que eu dou a volta por cima em dois tempos!!

Mas, querias mais farra?Mais comezaina?Ora faz lá bem a digestão do caril, enquanto eu navego noutros vinhos, perdão noutras águas, e depois volto à brincadeira...

Muah**Muah** MUUUUITOS

Maria Soledade disse...

Mana mais velha, eu cá prefiro as rosas e o seu aroma e não os espinhos...FOGO!!Já me piquei!...AHAHAHAH...Eu já fui uma sereia?!Que fixe!Só não gostava nada era daquele rabo pesadão e com cheiro a peixe!!!Sereia não digo, mas maluca pelo mar sim, quando nadava feito louca desafiando o perigo e dando tanto trabalhinho ao Snr.Manuel que não arredava o seu barquito sempre com receio que euzinha fosse levada por alguma onda mais rebelde mas, qual quê?Nem a fúria do mar queria nada comigo...

AH, eu era mesmo BOA na jogatina do pião e do arco!E as minhas artes circenses?!Tão pequenita e tanta ginástica tinha e agora olha, é o que se vê!Tenho as pernas todas chôchas e com bicho...do caruncho!!ahahahah...

Essa do incêndio fica só entre as duas...QUE VERGOOOONHA!!!Top secret...

E as nossas zangas?!Tu eras boa, eras!!Lembras-te quando te zangaste comigo porque peguei num lençito que era teu??Oh "balha-me"...o griteiro que armaste!!...já agora:Tens aí um lençinho que me emprestes?Pode ser clinex que é só pa limpar a ranheta da misturada do choro e do riso...FUUUUM...FUUUUM...Brigada, brigada, já limpei...

Ahahahah...se um pedaço de mim ficar contigo só levas os ossos ou pensas o quê?!Que te ia deixar o pouco da carne que tenho?Nananinanão...ah, também podes ficar com as peles dizem que põe as mamas grandes!!Huuuuumm...acho que vou experimentar, que dizes?Pode ser que cresça, quem sabe?!!Eheheheh...já estou a ouvir-te:És sempre a mesma TOLA, não dás uma dentro!! pois não dou não...dou todas fora não vá o diabo tecê-las...OPPSSS...escorreguei!!!!

E a mangueira, sempre morna? Deus Meu, que saudades!!Ai os patos...que saudades tenho da minha patinha(Grulha)que a mamã trocou com a peixeira por uma pescada e só anoooos depois é que eu soube dessa célebre troca!!

Essa GRANDE ESTRELA sim, é um pedaço de mim, de ti e todos nós...a sua luz, a sua grandeza é demasiado forte e consegue abraçar-nos...a todos!!

Olha aí, empresta lá outro lençinho...FUUUUM...FUUUUM...brigada, brigada, já limpei a...ranheta!!

Olha, estragaste-me o caldo,a sopa, o tacho, eu sei lá!!Eu ía postar mesmo agora um trabalho onde misturava a brincadeira da verdadeira vida com as brincadeiras das brincadeiras de outrora...Deixa, vou deixar arrefecer senão acusam-me de plágio...FOGO lá pás coincidências que não me largam!!....

Viste?! Triteza?...Já era...

Beijinhos MUAH***MUAH***

Maria Soledade disse...

Daniel, que SAUDADES!!Ja corri p'ró teu blog. Já te li, admirei e comentei...

Já lá entrei vezes sem conta.Espreitava mas não deixava comentário por receio de ser mal interpretada...pois estive um tempo sem te visitar, sómente por nada,não porque te tivesse esquecido...Já agora:Que condimento é esse que usas para que os teus textos fiquem tão apepitosos?!!!Eu sei,eu sei, o segredo é a alma do negócio....hahahah..

Beijinhos Grandes

Laura disse...

Menina, andei pelos teus lados, mais concretamente, na Maia... e cheguei à cadinho, mais logo escrevo, vim só ver as noticias do pessoal...é que nas férias anda tudo a meio gáz... ahh a tua mana também é fresquinha, bora lá, levaste o lencinho dela, ela gritou, ora pois, tinha razões para isso....
Beijinhos maninha querida, mais logo volto..tenho um olho à belenenses de ter conjuntivite, xiça que feio fica isto..

Pipinha disse...

Kida, a tua vida pode ser dura e cheia de espinhos, mas tu mesmo assim consegues ter essa alegria e força incrível de viver que me faz admirar-te!
És uma Grande Mulher com M bem grande, apesar de seres pequenota...
A tua alma e coração são enormes e belos e isso faz com que tenhas aqui o carinho dos Amigos!
Beijinhos grandes e abraço meiguinho.
Gosto muito de ti, kidaaaa.
Fazes-me rir imenso e ao meu filhote também ;)